Villages

Belmonte

Durée de l'événement:4 dias

Site Web: http://cm-belmonte.com/?q=node/902

Belmonte Medieval 2017 | 11 a 14 de Agosto

Maria Gil Cabral não vai deixar de lutar para garantir que o seu sobrinho Luís Álvares Cabral herde o morgadio de Belmonte deixado em testamento pelo seu pai D. Gil Cabral, Bispo da Guarda.

Mas, será que Martim Vasques da Cunha, senhor de Belmonte vai permitir isso! Este conta com a cumplicidade de Catarina Álvares Cabral, sobrinha de Maria Gil Cabral. Já a doce Maria Álvares Cabral apoia o seu irmão Luís. Grandes desígnios ele irá cumprir e perpetuar o nome dos Cabrais através dos tempos. 

História e ficção em 4 dias de Belmonte Medieval! 

“Gil Cabral foi Bispo da Guarda entre 1360 e 1362 e teria tido dois filhos ilegítimos; Maria Gil (? – 1401) e Álvaro Gil Cabral (1335 -1385), este pai de Luís Alvares Cabral (1365-1433), Catarina Gil Cabral e Maria Alvares Cabral. 
No seu testamento datado de 30 de Maio de 1362, D. Gil Cabral doou a Maria Gil, moradora em Belmonte, o usufruto de todos os bens que possuía antes de ser bispo com a obrigação de construir uma Capela dedicada a Nossa Senhora da Piedade na Igreja de. S. Tiago e constituir um morgadio vinculado à mesma. D. Maria Gil Cabral (assumiu o Cabral após o testamento) ficaria ainda obrigada a nomear um administrador para o morgadio que deveria ser transmitido, à sua morte, a alguém da linhagem de ambos. 
A 9 de Maio de 1397, viúva e sem filhos, D. Maria Gil Cabral manda ler o seu testamento na presença de Martim Vasques da Cunha, que nessa altura era o novo detentor do Senhorio de Belmonte. Nele se afirma filha de D. Gil Cabral e nomeia morgado e administrador o seu sobrinho Luís Alvares Cabral.”

Consulte o Programa AQUI

Faça parte desta História!

À proximité ...