Aldeias

Pelourinho

Marialva

Marialva

Marialva conserva ainda a maior parte dos testemunhos da sua passada autonomia administrativa, nomeadamente o Castelo e Paço (em ruínas), a Alcáçova, a antiga Casa da Câmara, da cadeia e do tribunal, e o pelourinho, levantado diante destas. Trata-se de um monumento de construção quinhentista, mais precisamente dos anos imediatos ao foral manuelino. O pelourinho assenta numa plataforma de quatro degraus octogonais, de aresta. É constituído por coluna de base quadrada, ligeiramente chanfrada nos ângulos superiores, fuste oitavado e de faces lisas, que se eleva a cerca de 4 metros de altura, e gaiola de planta oitavada. Não existe capitel, mas apenas uma moldura octogonal pouco saliente, ao modo de ábaco. A gaiola é constituída por dois chapéus piramidais, de oito faces lisas, o inferior invertido, e o superior sustentado por ferros cravados em todas as arestas, para além de um colunelo central. A cúpula é rematada por um pequeno botão. Na base do monumento, num dos degraus, está inserida a data de 1559, ano provável da sua construção. Igualmente localizado no Largo da Praça este monumento foi classificado de Interesse Público em 1933.