Aldeias Históricas de Portugal

Aldeias

Casa romana de átrio

Idanha-a-Velha

Idanha-a-Velha

Uma moderna estrutura de betão estrutura de betão protege uma estreita parcela de uma habitação romana escavada no âmbito da construção do Arquivo Epigráfico. Trata-se das ruínas de uma vivenda urbana (domus) pertencente a uma família de elevado nível económico e estatuto social. A casa foi construída nos finais do século I d. C. e virá a conhecer o seu fim com a construção da muralha. O fragmento aparente é parte do átrio (atrium), um pátio coberto, ladeado por duas divisões (alae) separadas por um corredor. O átrio dispunha de uma abertura (compluvium) que permitia a entrada de luz e a recolha das águas pluviais num tanque (impluvium), com colunas nos cantos para suporte do travejamento do telhado. Neste tipo de habitação, o átrio constituía o centro da vida doméstica, mas também o lugar de receção, nomeadamente nas relações de patrocínio com os clientes vinculados ao dono da casa.