Aldeias Históricas de Portugal

Villages

Casa romana de átrio

Idanha-a-Velha

Idanha-a-Velha

Désolé, cet article est seulement disponible en Portugais Européen et Anglais Américain. Pour le confort de l’utilisateur, le contenu est affiché ci-dessous dans la langue par défaut du site. Vous pouvez cliquer l’un des liens pour changer la langue du site en une autre langue disponible.

Uma moderna estrutura de betão estrutura de betão protege uma estreita parcela de uma habitação romana escavada no âmbito da construção do Arquivo Epigráfico. Trata-se das ruínas de uma vivenda urbana (domus) pertencente a uma família de elevado nível económico e estatuto social. A casa foi construída nos finais do século I d. C. e virá a conhecer o seu fim com a construção da muralha. O fragmento aparente é parte do átrio (atrium), um pátio coberto, ladeado por duas divisões (alae) separadas por um corredor. O átrio dispunha de uma abertura (compluvium) que permitia a entrada de luz e a recolha das águas pluviais num tanque (impluvium), com colunas nos cantos para suporte do travejamento do telhado. Neste tipo de habitação, o átrio constituía o centro da vida doméstica, mas também o lugar de receção, nomeadamente nas relações de patrocínio com os clientes vinculados ao dono da casa.